English  Espanhol



Buscar notícias:

Arquivos categoria: Feijão

Feijão-caupi puxa a fila e Embrapa amplia pesquisa com pulses em Mato Grosso

Terça, 7 Fevereiro, 2017


A visita à Ásia, especialmente a Índia, realizada no fim de 2016 por uma comitiva brasileira liderada pelo ministro da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, confirmou o interesse do país asiático na importação de leguminosas de grãos secos, as chamadas pulses, produzidas no Brasil. O potencial de mercado de produtos como feijão-caupi, feijão-mungo, grão-de-bico, lentilha, entre outros já era previsto por pesquisadores da Embrapa.

Há mais de dez anos a Embrapa Meio-Norte realiza pesquisas com feijão-caupi em Mato Grosso visando à produção em grande escala com foco na exportação. Testes de linhagens e validação de cultivares são feitas buscando materiais que apresentem alta produtividade, qualidade de grãos e adaptação à colheita mecanizada.

Cultivares como a BRS Tumucumaque, BRS Novaera e BRS Guariba já são utilizadas por produtores de Mato Grosso, que em 2016 cultivaram 173 mil hectares de feijão-caupi, de acordo com dados da Conab.
...
Leia mais...

Imprimir: Print



Leguminosas e feijões da Índia podem se desenvolver bem no Brasil

Segunda, 23 Janeiro, 2017


A Embrapa vai testar o cultivo de lentilha, grão-de-bico, feijão-guandu e feijão-mungo em diferentes regiões

Um cenário bastante promissor está se desenhando para a produção de leguminosas, grão-de-bico, lentilha, ervilha, feijão-vagem e outros feijões,  no Brasil, país que, à exceção do feijão-vagem, ainda é dependente de importação desses grãos. Um dos exemplos dessa conjuntura favorável é representada pelo contrato celebrado em setembro de 2016 entre a Embrapa, a UPL do Brasil, Indústria e Comércio e a Fundação de Apoio à Pesquisa e ao Desenvolvimento (Faped), que está em fase de execução.

Coordenada pela Embrapa Hortaliças (Brasília-DF), a prestação de serviços registrados no contrato com a UPL (United Phosphorus Limited), prevê avaliações de adaptabilidade de algumas leguminosas (lentilha, grão-de=bico, feijão-guandu e feijão-mungo) em diferentes localidades brasileiras.

Dessa forma, seguindo esse princípio e com o plantio de sementes trazidas da Índia, experimentos serão conduzidos nos estados ...

Leia mais...

Imprimir: Print



Sorriso se consolida como 3º maior produtor de feijão do Brasil

Quinta, 29 Setembro, 2016


No Brasil, foram produzidas cerca de 3 milhões de toneladas de feijão no ano passado
Sorriso teve a terceira maior produção de feijão do Brasil no ano passado. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município produziu 60,3 mil toneladas em 2015, e ficou atrás apenas dos municípios de Unaí (MG), com 81 mil toneladas, e São Desidério (BA), que conseguiu uma produção de 68 mil toneladas.
 
Na lista dos 20 maiores produtores, além de Sorriso, estão outros três municípios de Mato Grosso. Primavera do Leste aparece em 12º, com uma produção de 32,5 mil toneladas. Nova Ubiratã está em 17º, tendo produzido 26,6 mil toneladas de feijão no ano passado. Em último no ranking, está Lucas do Rio Verde. O município ficou em 20º com uma produção de 23,5 mil toneladas.
 
No Brasil, Mato Grosso aparece como o 5º maior produtor de ...

Leia mais...

Imprimir: Print



Oscilação nos preços do feijão carioca prejudica o escoamento

Segunda, 29 Agosto, 2016


Durante a semana, o mercado seguiu calmo e os preços sofreram um novo recuo, com sacas a R$ 400.

Nesta sexta-feira (26/08), a semana termina com oferta das sobras de ontem e, nenhum negócio, até o encerramento do informativo da Bolsinha. "Apesar de não ocorrer nenhuma venda, hoje era possível adquirir mercadoria por valores um pouco abaixo dos praticados ontem, pois a pedida de alguns corretores era menor, mas mesmo assim nenhum comprador se dispôs a fechar negócios. Agora a dúvida de muita gente é se o mercado vai se comportar como no começo do mês quando os preços estavam em torno de R$ 430 a saca e despencaram para R$ 370 para depois voltar a subir para R$ 420 a saca pois, conforme relatamos não havia motivos para a queda. Esse tipo de variação é prejudicial para o escoamento do feijão, pois na baixa retraí os compradores ...

Leia mais...

Imprimir: Print



Secretaria do Tesouro Nacional pode liberar 20 milhões para compra de feijão

Quinta, 5 Junho, 2014


Os interessados em fazer AGF devem entrar em contato com a Conab para depositar o produto em um armazém credenciado
 
De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio da jornalista Paulla Mirella, existe o compromisso da Secretaria do Tesouro Nacional de liberar R$20 milhões em recursos, ainda este mês, para a compra de feijão dos produtores. Porém, não existe um prazo concreto, porque depende também do produtor cumprir algumas regras.

Os interessados em fazer a operação de Aquisição do Governo Federal (AGF) devem entrar em contato com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), depositar o produto em um armazém credenciado, providenciar a sua classificação e entregar a documentação para a Conab, com a nota fiscal e depósito do produto.

"As quantidades por produtor são: região Centro-Oeste 1000 sacas; Sul e Sudeste 750 sacas; e Nordeste e Agricultura Familiar ...

Leia mais...

Imprimir: Print




[1] 2 3 4 5 6 7 ... 10 [PRÓXIMA]1-5 de 49


© 2013 Sementes Tomazetti. Todos os direitos reservados.


Av. das Industrias 420, Distrito Industrial

78.850-000, Primavera do Leste,  Mato Grosso, Brasil

Tel: +55 66 3497 1133  / +55 66 3497 1356 / +55 66 3498 6906

E-mail: sementes@sementestomazetti.com.br

Desenvolvimento e Hospedagem